CLÉRIO'S HOME PAGE
CLÉRIO JOSÉ BORGES DE SANT´ANNA                                             VOLTAR

 

História da Copa do Brasil


Com a criação da Copa União em 1987, vários clubes de regiões menos populares que entravam no Campeonato Brasileiro por ser campeão estadual, deixaram de enfrentar os chamados "grandes" e com isso algumas agremiações corriam o risco até de fechar as portas. A solução foi criar uma "Copa" nos moldes dos Europeus.

Em 1989, na gestão de Ricardo Teixeira, a CBF cria a chamada Copa do Brasil, que permitia a entrada de clubes de todos os estados. Inicialmente todos os campeões estaduais e mais os vices de alguns estados com melhor representação nacional, jogavam partidas de forma eliminatórios. O campeão do torneio garante vaga à Copa Libertadores da América.

Ao longo do tempo o sistema de disputa teve algumas alterações. Em 1995 ficou estabelecido que nas duas primeiras fases, a equipe que vencesse por três gols ou mais de diferença, na casa do adversário (jogo de ida), não precisaria disputar a segunda partida. No ano seguinte esta diferença caiu para dois gols.

Durante os anos de 1989 a 1993, o campeão ficava de posse definitiva da taça. A partir de 1994 só quem ficava com o troféu de forma definitiva seria a equipe que vencesse a competição por três vezes. Neste sistema, só o Grêmio teve a posse do troféu, nas conquistas de 1994, 1997 e 2001.

Após a conquista gremista de 2001, foi colocado um novo troféu em disputa. Mas nenhum clube conseguiu ficar com a posse do mesmo já que em 2008, um novo foi posto em disputa.

Apesar das grandes dificuldades de clubes de menor expressão avançar a proxima fase, o que eles querem mesmo é poder enfrentar os chamados "Grandes" para atrair público e renda.


Curiosidades

O primeiro gol da história da Copa do Brasil foi marcado por Alcindo, na vitória por 2 a 0 do Flamengo sobre o Paysandu, em 19 de julho de 1989.

O craque Romário é o jogador que mais gols fêz ao longo da história da competição, foram 36 gols em 46 partidas; o primeiro foi no ano de 1995 e o último em 2007. Ele foi seguido de perto por Viola (29 gols em 44 jogos), Oséas (28 gols em 53 jogos) e Paulo Nunes (28 em 58 partidas), que encerraram suas carreiras.

Carlos Miguel e Zinho são os jogadores que mais participaram da Copa do Brasil; cada um jogou 71 partidas.

O Atlético Mineiro é o detentor da maior goleada: em 28 de fevereiro de 1991, surrou a equipe piauíense do Caiçara, em Belo Horizonte, pelo placar de 11 a 0. A segunda maior goleada foi em 28 de março de 2001, São Paulo 10 x 0 Botafogo/PB.



Clubes campeões invictos:

Grêmio (1989/1994/1997); Cruzeiro (2000/2003); Corinthians (1995); Criciúma (1991) e Flamengo (1990).



COPA DO BRASIL
Ano Campeão Vice Final
2011 Vasco da Gama Coritiba 1x0 e 2x3
2010 Santos Vitória 2x0 e 1x2
2009 Corinthians Internacional 2x0 e 2x2
2008 Sport
Corinthians
1x3 e 2x0
2007 Fluminense Figueirense (SC) 1x1 e 1x0
2006
Flamengo
Vasco da Gama 2x0 e 1x0
2005 Paulista (SP) Fluminense 2x0 e 0x0
2004 Santo André (SP) Flamengo 2x2 e 2x0
2003 Cruzeiro Flamengo 1x1 e 3x1
2002 Corinthians

Brasiliense

2x1 e 1x1
2001 Grêmio Corinthians 2x2 e 3x1
2000 Cruzeiro São Paulo 0x0 e 2x1
1999 Juventude (RS) Botafogo 2x1 e 0x0
1998 Palmeiras Cruzeiro 0x1 e 2x0
1997 Grêmio Flamengo 0x0 e 2x2
1996 Cruzeiro Palmeiras 1x1 e 2x1
1995 Corinthians Grêmio 2x1 e 1x0
1994 Grêmio Ceará (CE) 0x0 e 1x0
1993 Cruzeiro Grêmio 0x0 e 2x1
1992 Internacional Fluminense 1x2 e 1x0
1991 Criciúma Grêmio 1x1 e 0x0
1990 Flamengo Goiás 1x0 e 0x0
1989 Grêmio Sport 0x0 e 2x1




VOLTAR


Copyright © 2004 / 2012 - All Rights Reserved: CJBS