CLÉRIO'S HOME PAGE
CLÉRIO JOSÉ BORGES DE SANT´ANNA                                             VOLTAR

FESTA DA POLENTA
HISTÓRIA E RECEITAS


FESTA DA POLENTA
EM VENDA NOVA DO IMIGRANTE

O município de Venda Nova do Imigrante é nacionalmente conhecido pela forte influência da cultura dos ancestrais italianos, uma manisfestação dessa influência pode ser vista na Festa da Polenta. Realizada sempre na segunda semana de Outubro durante três dias, a festa resgata a cultura italiana com atrações como danças, músicas e comidas típicas.

Polenta é um prato típico da culinária italiana, mas que tem amplo uso e aceitação em diversos países, como Argentina e o Brasil. Sua base é a farinha de milho.

A polenta tem origem na região norte da Itália. Era o pão dos tempos antigos: constituía a base alimentar (o prato mais consumido) da população e dos legionários romanos. Inicialmente, era feita de ervas. Posteriormente, passou a ser feita de farinha de trigo.

Somente após 1492, com a descoberta da América por Cristóvão Colombo, é que a polenta passou a ser feita de milho. Quando o milho foi introduzido na Itália, foi cultivado primariamente no norte, onde as chuvas eram abundantes.

A polenta feita de milho passou a ser o principal prato nas regiões de Veneza e Friuli, onde passou a substituir o pão (feito com trigo) e o macarrão. Inicialmente restrita a essas regiões, em pouco tempo a polenta passou a dominar todos os aspectos da culinária italiana.

Sua textura varia bastante, de firme nas regiões de Veneza e Friuli a cremosa na região de Abruzzi. A polenta sempre foi feita da mesma forma: com bastante esforço e paciência, misturando a pasta de milho em caldeirões de cobre, aquecidas sob o fogo.

Pode ser servida mole, dura, grelhada ou frita. Pode ser recheada com uma miríade de molhos ou outros ingredientes, acrescentados enquanto ela ainda está mole.

Antigamente considerada "comida de pobres", a polenta hoje é usada em diversas casas e restaurantes, sem essa conotação.

Recentemente, a indústria alimentícia lançou polentas pré-preparadas, para serem feitas em refeições instantâneas.

Existe na Ilha da Madeira um prato tipico muito parecido, as papas de milho, cuja base é tambem farinha de milho e é consumido logo depois de cozido a acompanhar peixe, ou entao frito, a acompanhar a espetada madeirense de carne de vaca.

Venda Nova foi colonizada por imigrantes italianos. Os primeiros desbravadores chegaram por volta de 1892, da província de Treviso. Três anos depois dezenas de famílias deixaram as terras onde haviam se instalado inicialmente e foram para o Alto Castelo, tomando posse das áreas loteadas pelo Governo.

A união da comunidade sempre foi um forte marco em Venda Nova. Os imigrantes se juntaram para construir escolas, igrejas e até uma usina geradora de energia elétrica, capaz de movimentar máquinas de beneficiamento de café e iluminar casas e demais prédios.

Até a década de 1940, os habitantes da localidade, todos descendentes de italianos, só falavam um dialeto da Alta Itália. A construção de estradas e as comunicações em geral eram difíceis, pois este é o município mais alto do Estado, onde cerca de 45% do território é montanhoso e 35% fortemente ondulado. Em 1951, o início da abertura da BR-262, que liga Vitória a Belo Horizonte, trouxe enorme transformação. A estrada corta toda a cidade e funciona como principal avenida.

O nome de Venda Nova surgiu porque antigamente havia uma pequena mercearia, que era chamada de venda. Esta mercearia foi reformada e ficou conhecida como venda nova, dando nome ao local. Como a cidade foi colonizada por imigrantes, com a emancipação, em 1988, foi adotado o nome de Venda Nova do Imigrante.

A Festa da Polenta surgiu por iniciativa do Padre Cleto Caliman, em 1978, quando foi convidado para ir a uma Festa da Polenta em Sagrada Família, no município de Alfredo Chaves. Ele achou a idéia ótima e resolveu criar a festa em Venda Nova, onde o prato principal era a polenta.

A primeira Festa da Polenta de Venda Nova aconteceu no Colégio Salesiano em 1979, precedida de uma missa na Igreja Matriz. No início, apenas os moradores da cidade participavam da festa, e tudo era improvisado: as donas de casa emprestavam panelas, pratos, copos e talheres e a comunidade doava fubá, macarrão, lingüiça, queijo, frango e bebidas. Desde as primeiras festas, toda a renda era dividida entre as entidades filantrópicas da cidade, com o objetivo de melhorar a vida da população.

Quando o número de participantes começou a crescer, com pessoas vindas de diversos lugares do Estado, surgiu a idéia de estender as comemorações por mais dois dias. Em 1995 a Prefeitura adquiriu um terreno e criou o Centro de Eventos Pe. Cleto Caliman para abrigar a Festa da Polenta e demais festas do município.

A Festa do Polenta não é apenas a celebração da cultura italiana, é muito mais do que isso; é a prova de que a união das pessoas é sinônimo de muito sucesso, pois essa festa só se realiza por causa dos 600 voluntários, divididos em 15 equipes, que se dedicam a atender o público da melhor forma possível.

R E C E I T A   D A   T R A D I C I O N A L   P O L E N T A

A   P O L E N T A   D E   M I L A N O
(Serve 6 pessoas)

Ingredientes
½ kg de fubá;
1 ovo;
1 litro de água;
200 gramas de farinha de rosca.

Modo de Preparo
Faça a polenta com fubá e a água, temperando com sal. Deixe cozinhar bem, espalhe sobre o mármore, na espessura de 1 cm. Corte em pedaços regulares, no feitio que quiser. Passe cada pedaço em ovo batido e em farinha de rosca e frite em azeite bem quente.
Sirva quente, acompanhando qualquer ensopadinho.

P O L E N T A
C O M   
F R A N G O
(Seis pessoas)

Ingredientes
1 kg de peito de frango cortado em pedaços;
Uma folha de louro;
Dois galhos de alecrim fresco;
Um galho de manjericão fresco
Uma colher (chá) de tomilho
10 dentes de alho com casca
4 colheres (sopa) de azeite
Sal e pimenta a gosto

Modo de Preparo
Em um refratário, coloque o frango e tempere com sal e pimenta, junte todos ingredientes e misture. Tampe o refratário e leve ao forno até o frango ficar macio (cerca de 1 hora). Sirva a Polenta acompanhada deste frango.
Observação: Ao servir o frango, separe os 10 dentes de alho e sirvá-os, sem casca, sobre torradinhas feitas com azeite. Sirva a seguir.


T R A D I C I O N A L
P O L E N T A   
D E
F O R N O

(Seis pessoas)

Modo de Preparo
Dissolva duas xícaras (chá) de um bom fubá, destes que você encontra num bom Supermercado, ou se possível, um fubá caseiro, feito na roça. Dissolva em 6 xícaras de água fria e tempere a gosto. Leve ao forno, sempre mexendo, até engrossar e então cozinhe por mais 5 minutos. Coloque em uma forma refratária untada, cubra com molho de tomate e queijo ralado e leve ao forno para servir quente. Após sirva a seguir.


P O L E N T A
D O  
L A G O   D E   C O M O
(Seis pessoas)

Ingredientes
½ kg de fubá;
½ kg de queijo sem gordura (fresco);
1 litro de água;
½ kg de manteiga gelada.

Modo de Preparo
Faça a polenta somente com o fubá e água, deixando cozinhar bem.
Corte o queijo e a manteiga gelada em pedacinhos.
Quando a polenta estiver pronta, vá acrescentando, sem deixar de mexer os pedacinhos de queijo e da manteiga, até derrete-los bem.
Acrescente mais pedacinhos até que a polenta fique toda por igual.
Despeje numa fôrma molhada de água fria.
Deixe ficar uns 10 minutos.
Desenforme e sirva com leite.
Sirva a seguir.

  




VOLTAR


Copyright © 2004 / 2012 - All Rights Reserved: CJBS

clique aqui!
by Banner-Link