CLÉRIO'S HOME PAGE
CLÉRIO JOSÉ BORGES DE SANT´ANNA                                             VOLTAR

       

So Far Away
Mark Knopfler (Dire Straits)

Now here I am again in this mean old town,
And your so far away from me.
Now where are you when the sun goes down,
Your so far away from me.

Your so far away from me,
So far I just can't see.
Your so far away from me,
Your so far away from me.
Alright.

I'm tired of being in love and being all alone,
When your so far away from me.
I'm tired of making out on the telephone,
Cos your so far away from me.

Your so far away from me,
So far I just can't see.
Your so far away from me,
Your so far away from me.
Alright.

And I get so tired when I have to explain,
That your so far away from me.
See you've been in the sun and I've been in the rain,
And your so far away from me.

Your so far away from me,
So far I just can't see.
Your so far away from me,
Your so far away from me.
Take it down.

So far away.
Your so far away from me.
(Your so far.)
Alright.
(Your so far.)
Yes, your so far away from me.


TRADUÇÃO


Tão distante
Mark Knopfler (Dire Straits)

Aqui estou eu de novo
nesta maldita cidade
e você está
tão longe de mim
e onde você está
quando o Sol se põe?
você está tão longe de mim
você está tão longe de mim
tão longe
que eu nem enxergo
você está tão longe de mim
você está tão longe de mim
é isso aí
estou cansado de estar amando
e sozinho
quando você está
tão longe de mim
estou cansado de namorar
pelo telefone
porque você está
tão longe de mim
você está tão longe de mim
tão longe que
eu nem enxergo
tão longe de mim
você está tão longe de mim
é isso aí
e eu fico cansado
quando tenho que explicar
que você está
tão longe de mim
você está tomando sol
e eu estou tomando chuva
e você está
tão longe de mim
tão longe de mim
tão longe que
eu nem enxergo
você está tão longe de mim
você está tão longe de mim
saca só
você está tão longe de mim
você está tão longe
é isso aí
você está tão longe
você está tão longe de mim



Biografia

No final da década de 70, em meio ao movimento punk que crescia na Inglaterra uma banda que misturava influências de blues, country e jazz se destacava da maioria das bandas mega-populares pela extrema qualidade técnica e musical, conseguindo agradar ao mesmo tempo o grande público e platéias mais exigentes com músicas de arranjos bem trabalhados (embora algumas vezes minimalistas), um guitarrista de estilo original e letras inspiradas. Algumas canções mais elaboradas levaram o Dire Straits a ser associado algumas vezes ao movimento progressivo embora nunca tenham enveredado por álbuns conceituais.

A banda Dire Straits foi formada em 1976 pelo vocalista/guitarrista Mark Knopfler (até então um professor de literatura inglesa), seu irmão David Knopfler (também guitarrista), o baixista John Illsley e o baterista Pick Withers. Com esta formação gravaram uma demo que incluia a genial música Sultans of Swing, que rapidamente se tornou um hit nas rádios inglesas alternativas. Já em 1977, após uma turnê mundial abrindo para a banda Talking Head, foram contratados pela gravadora Vertigo e lançaram seu primeiro álbum auto-entitulado. Sultans of Swing rapidamente se tornou um hit em toda a Inglaterra e América.

Em 1979, após ter lançado o álbum Communique (um sucesso ainda maior que o anterior) o guitarrista Dave Knopfler abandonou a banda sendo substituído por Hal Lindes. Com esta formação lançaram o álbum Making Movies (que apresentou o grande hit Romeo and Juliet). Em 1982 foi lançado Love Over Gold, um álbum de composições mais longas e elaboradas que chegou ao número 1 das paradas inglesa e americana. Após o lançamento Terry Willians assumiu a bateria. Em 1984 saiu o duplo ao vivo Alchemy.

Com o lançamento da MTV nos Estados Unidos no início da década de 80 o Dire Straits direcionou seu marketing para os vídeos. O álbum Brothers in Arms foi lançado em 1985 e se tornou rapidamente seu maior clássico (e um clássico da história do rock). Praticamente todas as músicas do álbum tornaram-se hits, entre outras Walk Of Life (sua música mais conhecida, uma homenagem a John Lennon), So Far Away, Money For Nothing (com a bateria e guitarras inesquecíveis na introdução) e as baladas Why Worry e Brothers in Arms. O álbum foi ainda um dos primeiros a ser gravado e mixado completamente em processo digital, com as melhores tecnologias de estúdio da época.

Seguiu-se a Brothers in Arms uma imensa turnê e as subsequentes férias que mantiveram a banda praticamente fora dos estúdios pelos próximos cinco anos. Neste meio tempo o vocalista guitarrista Mark Knopfler (já adotado como um guitar hero da década de 80) se aventurou em diversos projetos solos, gravando inclusive a trilha sonora para um filme (Local Hero) e excursionando com Eric Clapton e com seu projeto solo Nothing Hillbillies (que lançou apenas um álbum).

Em 1990 foi lançado finalmente On Every Street, bastante inferior aos seus lançamentos anteriores (embora não possa ser considerado um álbum ruim). Na turnê que se seguiu porém a recepção por parte do público foi excelente em virtude do grande espaço de tempo longe dos palcos. As gravações dos shows resultaram no segundo álbum ao vivo da carreira da banda, On The Night, lançado em 1993.

Em 1996 novamente Mark Knopfler encerrou as atividades do Dire Straits (se definitivamente ou temporariamente ninguém sabe) e iniciou gravações e shows com seu novo projeto solo Golden Heart.

VOLTAR

PARA A PÁGINA PRINCIPAL


Copyright © 2004 - 2012 - All Rights Reserved: CJBS

All Rights Reserved: CJBS