Clério e Associado do Instituto Histórico Geográfico do Espírito Santo.

ACADEMIAS DE LETRAS E ARTES, ENTIDADES CULTURAIS NO BRASIL E EXTERIOR. Entidades, Academias, Medalhas, Prêmios, Comendas e Diplomas recebido ao longo dos anos por Clério José Borges

Clério José Borges Eventos Nacionais Participação e premiações

ACADEMIAS DE LETRAS E ARTES ENTIDADES CULTURAIS NO BRASIL E EXTERIOR
Relação de Entidades, Academias, Medalhas, Prêmios, Comendas e Diplomas recebido ao longo dos anos

Clério José Borges é Presidente do Clube dos Trovadores Capixabas CTC e atual Vice Presidente da ALEAS, Academia de Letras e Artes da Serra, com mandato até 28 de agosto de 2018. Associado do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo e do Clube de Intelectuais Franceses. Pertence ainda ao Movimento Poético Nacional, MPN, com sede no Estado de São Paulo; Sociedade de Cultura Latina do Brasil, com sede em Mogi das Cruzes, SP; Casa do Poeta Brasileiro, Poebras, de Porto Alegre, RS; Academia Petropolitana de Letras, da Cidade de Petrópolis, (RJ); Academia Brasileira da Trova, com sede no Rio de Janeiro e Academia de Letras, Ciências e Artes do Amazonas, ALCEAR, Sócio de outras Entidades Culturais do Brasil, como Clube da Poesia e da Trova de Governador Valadares – MG ; Clube dos Trovadores da Associação de Imprensa de Pernambuco, presidido por Alba Tavares Correia, bem como inúmeras outras entidades, Associações e Academias no Brasil e no Exterior.

SOCIEDADE DE CULTURA LATINA DO BRASIL
A Sociedade de Cultura Latina do Brasil fundada há cem anos, está presente em diversos países e tem por objetivo difundir e lutar pela democratização da cultura brasileira e promover atividades culturais em geral. A ideia é fomentar ao máximo a cultura, contribuindo para oferecer ao povo brasileiro uma educação de boa qualidade. A Sociedade de Cultura Latina está presente nos cinco continentes. Nasceu em Roma, em 1909 e chegou ao Brasil através de Garibaldi e, mais tarde, de um padre português chamado Américo. Em 1956 começou a ter uma presença ainda mais marcante, com o apoio de um outro português, Joaquim Duarte Baptista. Aos poucos a entidade foi conquistando intelectuais de diversos Estados brasileiros, como Jorge Amado, Abeguar Bastos, Franco Montoro, Clério José Borges, Agostinho Rodrigues, Arlindo Nóbrega, Antônio Gomes Melo, Silva Barreto e Inocêncio Candelária. A idéia da Democratização da Cultura Latina se propagava por todo o Brasil, através do Professor Joaquim Duarte Batista. Através de correspondência estimulava a criação de Núcleos em todo Brasil. ESPÍRITO SANTO. O primeiro contato de Joaquim Duarte Baptista no Espírito Santo foi com o Escritor Evandro Moreira, residente na cidade de Alegre. Tomando conhecimento da existência da SCLBrasil, Clério José Borges mantém contato através de correspondência e a resposta datada de 09 de Agosto de 1987 relata o seguinte: “Obrigado pelo interesse que devota ao Projeto de defesa da nossa Cultura, a Cultura Latina. Muito obrigado também as palavras amigas com que se refere a Evandro.” O próprio Joaquim em carta a Evandro Moreira acaba sugerindo o seguinte: “Não poderia aproveitar a boa vontade do professor Clério e transferir a sede da Sociedade para a Capital do estado? Alegre ficaria o Núcleo N.º 1. Afinal os Núcleos são a base mais importante do projeto.” Posteriormente Clério José Borges é efetivado como Coordenador no Espírito Santo.
Com orientação de Clério José Borges, de imediato são organizados e fundados Núcleos da Sociedade em cinco cidades: IBIRAÇU – Dia 21 de Março de 1988 é fundado o Núcleo da Cidade de Ibiraçu. A reunião é realizada na Casa do Escritor Narceu Paiva, na Rua Antônio Lanschi, Ibiraçu, com início as 19 horas, sendo eleita a Diretoria Executiva: Presidente Narceu de Paiva Filho. Vice Presidente: Lino Armando Baroni; 1º Secretário: Aridene Bérgamo de Paiva; 1º Tesoureiro: Marilza Cao; Conselho Fiscal: Guiomar Vicente Pagung; Diomar Firchiner; Rosângela Bertolini Da Rós; Na mesma ocasião foram eleitos dois Delegados do Núcleo na Sociedade de Cultura Latina Estadual: Narceu de Paiva Filho e Aridene Bérgamo de Paiva. CONCEIÇÃO DA BARRA – Dia 15 de Abril de 1988, com início as 15 horas, na residência da Escritora Kátia Bobbio, na Rua Muniz Freire em Conceição da Barra, ES, sendo eleita a seguinte Diretoria Executiva: Presidente: Kátia Maria Bobbio Lima; Vice Presidente: Cynthia Maria Bobbio Lima; 1º Secretário: Afra Maria de Araújo; 1º Tesoureiro: Paulo José de Lima; Conselho Fiscal – Maria Conceição Daher; Hermógenes Lima da Fonseca e Sebastião Jorge Farias. Na mesma ocasião foram eleitos dois Delegados do Núcleo na Sociedade de Cultura Latina Estadual: Kátia Maria Bóbbio Lima e Dra. Cynthia Maria Bobbio Lima.Em 23 de maio de 1988, na Rua dos Pombos, em Eurico Salles, na residência de Clério José Borges, é fundada a Sociedade de Cultura Latina do Brasil, seção do Espírito Santo. A dia 23 de maio é o dia da colonização do solo espirito-santense, estando o Estado o Espírito Santo comemorando 453 anos. A fundação é inclusive divulgada no Jornal O Vale do Aço, de Coronel Fabriciano, MG, na edição de 21 a 27.05.88.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA


SOCIEDADE DE CULTURA LATINA DO BRASIL, SEÇÃO DO ESPÍRITO SANTO – Presidente: Clério José Borges de Sant Anna; Vice Presidente: Narceu Paiva Filho; Secretário Geral: Rocha Ramos; Tesoureiro Geral: José Nasareno de Paiva; Conselho Fiscal – José Wilebrood Braga; Zenaide Emília Thomes Borges e Nilton Sebastião Lírio. Segundo Ata feita pelo secretário Rocha Ramos, a nova Diretoria foi empossada para um Mandato de três anos, de 23 de maio de 1988 a 23 de maio de 1991. Na referida Ata consta como filiados a SCLatina Estadual os Núcleos de Serra (Prof Rocha Ramos); Ibiraçu (Prof. Narceu de Paiva Filho); Cariacica (José Nasareno de Paiva); Vitória (Clério José Borges); Conceição da Barra (Kátia Maria Bobbio Lima).Joaquim Duarte Batista resolve oficializar a entidade à nível Nacional convocando um Assembléia Geral nos dias 24 e 25 de Julho de 1988. Vários Escritores de diversos Estados Brasileiros reuniram-se na Casa de Portugal no Centro de São Paulo para deliberarem sobre a fundação da entidade a nível Nacional. A Assembléia é realizada e a SCLB a nível Nacional é fundada. Na fundação ficou definido que a Sociedade de cultura Latina seria uma entidade civil, sem fins lucrativos, com objetivo principal difundir, divulgar e, primordialmente, lutar pela Democratização da Cultura Brasileira.


O Poeta Trovador e Escritor Capixaba, Clério José Borges foi eleito em São Paulo, no dia 24 de Julho de 1988, o primeiro Presidente da SCLB, com apoio do Prof. Joaquim Duarte Batista. Na ATA de fundação consta: “Aos vinte e quatro dias do mês de Julho de mil novecentos e oitenta e oito, reuniram-se em São Paulo, SP, na Casa de Portugal, sito a Avenida da Liberdade, 602, escritores e poetas, membros da Sociedade de Cultura Latina Estaduais e alguns representantes de Núcleos de várias cidades. Credenciaram-se junto à Secretaria dos Trabalhos, as seguintes pessoas: Sr. Joaquim Duarte Batista (São Paulo); Sr. Natanael Júnior, Sr. Alexandre da Silva (Cabo de Santo Agostinho, PE), Sr. Clério José Borges Sant Anna (Vitória, ES), Sr. Narceu de Paiva Filho (Ibiraçu, ES), Sra. Zenaide Emília Thomes Borges (Carapina, ES); Sra. Agenir Leonardo Victor (Maringá, PR), Dr. Victorino Fontinha Rodrigues, também secretário Geral da Casa de Portugal (São Paulo, SP), Sr. Antônio Gomes de Melo, da União Brasileira de Escritores (Santo André, SP), Sr. José Arnaldo Ronitto, Sra. Adelina Costez Garita (São Paulo, SP), Srta. Miriam Willy (São Paulo, SP) e outras presenças honrosas de convidados especiais. (…) Clério José Borges, permaneceu no cargo de Presidente até 1994.

PRIMEIRA DIRETORIA NACIONAL DA SCL BRASIL
Diretoria eleita dia 24 de Julho de 1988, em Assembléia Geral de fundação realizada na Casa de Portugal, na Avenida Liberdade, 602, São Paulo.
Chapa Eleita e Aprovada por Aclamação. Presidente: Clério José Borges de Sant Anna, ES; 1º Vice Presidente: Dr. Victorino Fontinha Victor, SP; 2º Vice Presidente: Sra. Agenir Leonardo Victor, PR; 1º Secretário: Antônio Gomes de Melo, SP; 2º Secretário: Prof. Narceu Paiva Filho, ES; 1º Tesoureiro: Adelina C. Garita, SP; 2º Tesoureiro: José de Lima Junior, PE; Diretor Social: Herbert Lago Castelo Branco, Brasília.
A Casa de Portugal é uma associação de imigrantes portugueses da cidade de São Paulo, fundada em 13 a julho de 1935 com o objetivo de representar todos os imigrantes portugueses e seus descendentes em São Paulo. O idealizador da Sociedade de Cultura Latina, Prof. Joaquim Duarte Batista era Português e ao se transferir para o Brasil trouxe os ideais da Cultura Latina para as terras brasileiras.

SEGUNDA DIRETORIA NACIONAL É ELEITA NO RIO DE JANEIRO

No dia 27 de novembro de 1994, Clério José Borges convoca os Associados da Sociedade de Cultura Latina do Brasil para uma Assembléia Geral na SUAM – Sociedade Unificadas Augusto Motta, em Bonsucesso, no Rio de Janeiro, ocasião em que foi eleita Presidente a Escritora Maria Aparecida de Mello Calandra, tendo como Vice Presidente Clério José Borges. A Assembléia Geral foi marcada durante a realização no local do Congresso Brasileiro de Poetas Trovadores do Rio de Janeiro, realizado nos dias 27 e 28 de Novembro de 1994, tendo participado do evento algumas personalidades como Abel Pereira, de Santa Catarina; Varlô Olô de Oliveira; Asir Ribeiro; Dalvan Rangel; Clério José Borges; Cleusa Madureira Vidal; Maria Aparecida Callandra, entre outros.

Em carta datada de 14 de Janeiro de 1995, Maria Aparecida de Mello calandra comunica o seguinte: “Através desta vimos informar a V. Excia. que assumimos a Presidência da Sociedade de Cultura Latina do Brasil (SCLB) no dia 27 de novembro de 1994, em eleição ocorrida na cidade do Rio de Janeiro. (…) União pela Latinidade é o ponto principal de nossa gestão (…) Estamos empenhados na Democratização da Cultura, para que o nosso povo possa exercitar livremente a sua cidadania, com conciência e responsabilidade.” A Sociedade de Cultura Latina passou a outorgar diplomas e medalhas de relevantes serviços prestados à causa, em âmbito nacional e internacional e edita Jornais e Revistas divulgando trabalhos Literários de Escritores, de modo especial incentivando o surgimento de novos talentos.

DIRETORIA NACIONAL DA SOCIEDADE DE CULTURA LATINA ELEITA EM 1999 EM MOGI DAS CRUZES, SÃO PAULO

O Boletim Informativo da Sociedade de Cultura Latina do Brasil, ano VI, Nº 8, de Março/Abril/1999, publica na página 8 um Edital de Convocação, datado de 08 de Abril de 1999, assinado pela Presidente Maria Aparecida de Nello Calandra, convocando para uma Assembléia Geral para a Eleição da Diretoriaa ser realizada as 16 horas do dia 9 de maio de 1999, na sede da SCLB em Mogi das Cruzes, SP, no último dia do Encontro dos membros da Sociedade de Cultura Latina naquela cidade de São Paulo. A Assembléia foi realizada e a Diretoria eleita na referida data:
Presidente de Honra: Joaquim Duarte Baptista, SP; Presidente: Maria Aparecida de Mello Callandra, SP; 1º Vice Presidente: Clério José Borges de Sant Anna, ES; Secretários – 1º Secretário: Euclydes Porto Campos, SP; 2º Secretário: Dalvan Santos Rangel, SP; Tesoureiros – 1º Tesoureiro: Rubens Duarte de Nóbrega, SP; 2º Tesoureiro: Lindinete Pereira, BA; Diretor Cultural: Prof. Abel B. Pereira, SC; Diretor de Relacionamento Cultural: Helena Cristina Tavares Garrido, SP; Diretoria para Assuntos Internacionais: Terezinka Pereira, EUA; GoroIhara, Japão; Ajsa Zahirovic, Bósnia; Joaquim de Castro, Portugal. Conselho Fiscal: Dr. João Porfírio de Lima Cordão, PI; Profª Agenir Leonardo Victor, PR Conselho Fiscal (Suplente): Prof. Antônio Gomes de Melo, SP; Dr. Jauri Machado, RS.
A Diretoria foi renovada até 2002, quando a Presidencia da Sociedade de Cultura Latina foi entregue pela Escritora Maria Aparecida a Escritora do Rio Grande do Sul, Nina Maria Harres Tubino Rangel de Freitas, professora, historiadora, jornalista e Poetisa, na época residente no Rio Grande do Sul. Nina consegue realizar um Encontro Nacional mas sem grande êxito e depois muda-se para Brasília ficando o cargo de Presidente da SCLB vago. A Presidência é então, entregue a Escritora do Maranhão, Dirlecy Aragão Adler.

CLÉRIO JOSÉ BORGES É SENADOR DE CULTURA PELO ESPÍRITO SANTO
Em 2002 foi fundado o Congresso da Sociedade de Cultura Latina, com os chamados ‘senadores da cultura’ em cada Estado da união. Em correspondência datada de 22 de maio de 2002, Maria Aparecida de Mello Calandra, IWA, comunida que no dia 1º de Setembro assumiria a Presidência do Congresso da Sociedade de Cultura Latina. SENADORES DE CULTURA – No Estado do Rio de Janeiro, o senador é Agostinho da Conceição Rodrigues Filho. Clério José Borges é Presidente da Sociedade Cultura Latina do Espírito Santo e Senador da Cultura, representando o Espírito Santo no Congresso da Sociedade Latina do Brasil.

O Diploma de Clério José Borges como Senador da Cultura pelo estado do Espírito Santo está datado de 11 de maio de 2004, assinado pela Presidente do Congresso, Maria Aparecida de Mello Calandra e pelo Presidente do Conselho do Congresso, o Professor Euclides Porto Campos. Outro Senador representando o Espírito Santo é o Poeta Escritor, Humberto Del Maestro.

Em 25 de Março de 2017, Clério José Borges indica a Presidencia Nacional do Congresso para Suplente de Senador no Espírito Santo o nome do Escritor e Poeta João Roberto Vasco Gonçalves. O Congresso da Sociedade de Cultura Latina do Brasil, entidade sem fins lucrativos, confere o título de Senador da Cultura pelo Estado do Espírito Santo a Clério José Borges de Sant Anna pelos relevantes serviços prestados a Cultura Brasileira.

Em maio de 2004 recebe ofício e Diploma comunicando ter sido escolhido Senador da Cultura representando o Estado do Espírito Santo no Congresso da Sociedade de Cultura Latina do Brasil. O Ofício é datado de 06 de maio de 2004 e é assinado pela Professora Maria Aparecida de Mello Calandra IWA, Presidente do Congresso da Sociedade de Cultura Latina – Seção Brasil.

O Diploma de Senador da Cultura está datado de 11 de maio de 2004 é assinado pela Professora Maria Aparecida de Mello Calandra IWA, Presidente do Congresso da Sociedade de Cultura Latina – Seção Brasil e pelo Professor Euclydes Porto Campos, Presidente do Conselho do Congresso da S. C. L. Brasil.

O Congresso da Sociedade de Cultura Latina tem sede em Mogi das Cruzes, no Estado de São Paulo. Desde 11 de maio de 2004 é portanto Senador da Cultura, representando o Espírito Santo no Congresso da Sociedade de Cultura Latina do Brasil.

EVENTO EM CAMPOS DOS GOYTACAZES EM ABRIL DE 2016. A Senadoria Cultural do Estado do Rio de Janeiro do Congresso da Sociedade de Cultura Latina do Brasil, homenageou Clério José Borges, com um DIPLOMA DE HONRA AO MÉRITO, seus relevantes serviços sociais, educacionais e culturais prestados ao Brasil. No sábado, dia 09 de abril de 2016, a Câmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes sediou a 12ª Edição dos “Melhores do Ano de 2015 do Estado do Rio” evento promovido pelo Congresso da Sociedade de Cultura Latina (CSCL)– Seção Brasil do Estado do Rio de Janeiro com a Senadoria Cultural do Estado, onde são condecoradas pessoas e instituições pelos seus relevantes serviços sociais, educacionais e culturais prestados ao País. A instituição, que completa 107 anos em 2016, escolheu a cidade de Campos para realizar a edição do Melhores do Ano. O congresso aconteceu no sábado (09), a partir das 14h, no plenário da Câmara e foi conduzido pelo Senador da Cultura do estado do Rio de Janeiro, Agostinho da Conceição Rodrigues Filho. Foram entregues comendas, diplomas, medalhas e troféus, a diversos cidadãos do Rio de Janeiro. Na mesa que Presidiu os trabalhos, além do Presidente dos Trabalhos, senador da Cultura do Congresso Sociedade de Cultura Latina, Agostinho Rodrigues, as seguintes personalidades: Eliane Mariath Dantas – Acadêmica. Presidente da ALAP e da FALB. 1a. Suplente de Senadora Cultural do Estado do Rio de Janeiro – CSCL-Seção brasil – Vitalícia. Flávia Mariath Dantas Oliveira Santos – Advogada., ecretárida da Senadoria Cultural do Estado do Rio de Janeiro – CSCL-Seção Brasil. Carlos Augusto Souto de Alencar – Professor, Acadêmico da Pedralva de Letras e Artes – 3º Suplente da Senadoria Cultural do Estado do Rio de Janeiro – CSCL-. Seção Brasil. Acadêmica e Presidente Estadual da Sociedade Cultura Latina do Estado do Rio de Janeiro[SCL] – CSCL- Seção Brasil – Zélia Maria Fernandes e Acadêmico Clério José Borges de Sant Anna, também Senador da Cultura representando o Espírito Santo no Congresso da Sociedade de Cultura Latina do Brasil, Também no sábado dia 9 de abril de 2016 no Congresso da Sociedade de Cultura Latina seção /Brasil/RJ, o Poeta Trovador, Escritor e Historiador, o Acadêmico Clério José Borges de Sant Anna, Senador da Cultura representando o Espírito Santo no Congresso da Sociedade de Cultura Latina do Brasil, recebeu uma homenagem especial através de um Diploma entregue pela Vereadora de Campos dos Goytacazes, Maria Auxiliadora Freitas.


ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA SOCIEDADE DE CULTURA LATINA DO BRASIL
Dia 26 de Março de 2017 – Rua Hade, Praia de Carapebus, Município de Serra, Espírito Santo
 
 Fotos da Assembléia Geral extraordinária da SCLB. Reunião realizada no dia 26 de março, na Praia de Carapebus, balneário do Município da Serra, ES. Assembléia Geral Extraordinária da Sociedade de Cultura Latina do Brasil onde foram discutidos e debatidos diversos assuntos, entre os quais a revitalização da SCLB.ATA RESUMIDA – Aos vinte e cinco dias do mês de março do ano de 2017, com início as 12 horas, sob a presidencia da Escritora Dilercy Aragão Adler, Presidente Nacional da Sociedade de Cultura Latina do Brasil, reuniram-se filiados e representantes Estaduais da SCLB para uma Assembléia Geral extraordinária convocada no III Encontro Nacional da Sociedade de Cultura Latina do Brasil realizado um dia antes, dia 25 de março de 2017, no Teatro Municipal de Vila Velha. Representando o Espírito Santo o Presidente da Sociedade de Cultura Latina do Estado, Clério José Borges. Representando o Maranhão o Presidente da SCL daquele Estado, Paulo Melo Souza. Do Rio de Janeiro estava presente o escritor Rui Pinto. A reunião foi convocada com o objetivo de discutir e debater diversos assuntos, entre os quais a revitalização da SCLB, com o preenchimento de cargos vagos na Diretoria da entidade. Após todas as providencias terem sido realizadas encerrou-se a reunião por volta das 14 horas com um Churrasco de Confraternização oferecido gratuitamente a todos pelo Clube dos Trovadores Capixabas, CTC, entidade cultural co-irmã da Sociedade de Cultura Latina do Brasil.
Sobre o assunto, a Presidente Nacional Dilercy Aragão Adler encaminhou aos associados a seguinte comunicação: “Prezados Membros da SCL, Realizamos o “III Encontro Nacional da Sociedade de Cultura Latina do Brasil”- SCLB., em Vitória/ES com o imensurável apoio de Clério José Borges, Senador da Cultura, representando o Espírito Santo, no Congresso da SCL, o que nos permitiu iniciar a revitalização da SCL, a partir da composição da Diretoria Executiva da SCLB. Além disso, vamos iniciar um chamamento para os Estados também fazerem o mesmo na suas sedes. Aqueles que ainda não têm a Sociedade de Cultura Latina – SCL ou que tiveram e não estão mais atuando que possamos relacionar e indicar nomes, com o cuidado de previamente verificarmos a real situação de cada unidade da Federação. Para tal quero contar com todos. Precisamos ainda contar com os Ex- Presidentes e Presidentes atuais que produzam um histórico da SCL da sua localidade. Também esperamos contar com todos nesse trabalho de resgate de memória da SCL. Abaixo os nomes que foram aceitos para compor a Diretoria Executiva da Sociedade de Cultura Latina do Brasil, na Assembleia Geral Extraordinária, realizada na cidade de Serra/ES, no dia 26 de março de 2017. Solicitamos a Almir Zarfeg de Teixeira de Freitas (BA), Gaitano Antonaccio (AM), Arlindo Nóbrega (SP) que confirmem a aceitação da indicação dos seus nomes e a Clério Borges que envie o e-mail da Kátia Maria Bobbio Lima – (ES), para contatos. Saudações Latinas, Dilercy Aragão Adler

DIRETORIA EXECUTIVA (Eleita no dia 26/03/2017, na Rua Hade, Praia de Carapebus, Serra, Grande Vitória, Estado do Espírito Santo, Brasil) Presidente – Dilercy Aragão Adler (MA) 1º Vice-Presidente – Vicente Alencar (CE) 2ª Vice-Presidente – Magnólia Pedrina Sylvestre (ES) 1º Secretário – Almir Zarfeg de Teixeira de Freitas (BA) 2ª Secretário – Gaitano Antonaccio (AM) 1º Tesoureiro – Ângela Lino de Jesus Veríssimo (ES) 2º Tesoureiro – Ruy Pinto (RJ) Diretor Executivo – Jucey Santos de Santana (MA) Diretor Cultural – João Roberto Vasco Gonçalves (ES) Diretor Social – Arlindo Nóbrega (SP) DIRETORIA FISCAL (Conselho Fiscal): Kátia Maria Bobbio Lima – (ES) Soemia Pimentel Cypreste (ES) Breno Bonnin (PR).”

2017 - Medalha Renato Pacheco recebida por Clério José Borges
2017 – Medalha Renato Pacheco recebida por Clério José Borges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *