HOMENAGENS – DIPLOMAS RECEBIDOS PELO ESCRITOR, POETA TROVADOR CAPIXABA, O COMENDADOR CLÉRIO JOSÉ BORGES.

A Vida de Clério José Borges Clério José Borges Homenagens e Prêmios Homenagens Especiais - Comendas - Troféus Literatura Neotrovismo Trovadores Trovadorismo Trovismo Últimas Notícias

RELAÇÃO DE ALGUNS DIPLOMAS RECEBIDOS PELO POETA TROVADOR E ESCRITOR CAPIXABA, CLÉRIO JOSÉ BORGES DE SANT ANNA.

Clério José Borges de Sant Anna: declamando em um evento cultural na Cidade de Serra ES. Com a Pelerine Amarela da ACLAPTCTC - Academia Capixaba de Letras e Artes de Poetas Trovadores e medalhas.
Clério José Borges de Sant Anna – Clério José Borges de Sant Anna: declamando em um evento cultural na Cidade de Serra ES. Com a Pelerine Amarela da ACLAPTCTC – Academia Capixaba de Letras e Artes de Poetas Trovadores e medalhas.

BIOGRAFIA RESUMIDA: O Escritor, Historiador, Poeta e Trovador Capixaba, o Comendador Clério José Borges de Sant Anna, nasceu em 15 de setembro de 1950, no bairro de ARIBIRI, Município de Vila Velha, ES. Fundou e preside desde 1º de julho de 1980 o Clube dos Trovadores Capixabas CTC, que no dia 18 de novembro de 2017 transformou-se na ACLAPTCTC, Academia de Letras e Artes de Poetas Trovadores. Foi fundador e primeiro Presidente da Academia de Letras e Artes da Serra. É morador do Município da Serra, ES, desde 1979 e Cidadão Serrano desde 26 de dezembro de 1994. Em 1987 concedeu inclusive entrevista em Rede Nacional, no programa “Sem Censura” da TV Educativa do Rio de Janeiro. No dia 11 de dezembro de 2014, uma entrevista de Clério José Borges ao repórter Mário Bonella, sobre as ruínas da Igreja de São José do Queimado, palco de uma Revolta de Escravos em 1849 foi exibida para todo o Brasil e inclusive para o Exterior através da Rede Globo de Televisão. Pertence a Academia de Letras de Vila Velha, antiga Academia de Letras Humberto de Campos.
Clério José Borges pertence ainda a Academia das Artes, Cultura e Letras de Marataízes e do Estado do Espírito Santo (Academia Marataizense de Letras), da Cidade de Marataízes, no sul do Estado; Academia Mateense de Letras, AMALETRAS, da cidade de São Mateus; Academia Iunense de Letras, da cidade de Iúna, na região do Caparaó; Acadêmico Correspondente, Cadeira 202, da Academia de Letras de Cachoeiro de Itapemirim. É Associado do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo e do Clube de Intelectuais Franceses. Pertence ainda ao Movimento Poético Nacional, MPN, com sede no Estado de São Paulo; Sociedade de Cultura Latina do Brasil, com sede em Mogi das Cruzes, SP; Casa do Poeta Brasileiro, Poebras, de Porto Alegre, RS; Academia Petropolitana de Letras, da Cidade de Petrópolis, (RJ); Academia Brasileira da Trova, com sede no Rio de Janeiro e Academia de Letras, Ciências e Artes do Amazonas, ALCEAR, bem como inúmeras outras entidades, Associações e Academias de Letras e Artes no Brasil e no Exterior.
Clério José Borges foi Jornalista dos Jornais A TRIBUNA e O DIÁRIO, de Vitória, ES, onde atuou de Foca a Chefe de Reportagem se especializando como comentarista e crítico de Filmes. Por designação do Governador do Estado foi Conselheiro Titular do Conselho Estadual de Cultura do Espírito Santo, de 1989 a 1993, onde foi eleito e atuou como Secretário e Vice-presidente do CEC-ES. Foi Conselheiro Suplente do referido Conselho de 1993 ao ano 2000. No dia 23 de março de 2000, toma posse como membro colaborador da Câmara de Literatura do Conselho Estadual de Cultura do Estado do Espírito Santo, com mandato de dois anos, encerrando em 2002, sua participação no referido Conselho.
Por designação do Prefeito Municipal foi Conselheiro Titular da Câmara de Literatura do Conselho Municipal de Cultura da Serra, de 24/09/1997 a 20/07/2012, ou seja, por 14 anos, 09 meses e vinte dias. No dia 31 de julho de 2019, Clério José Borges foi reconduzido ao cargo de Conselheiro Titular da Área de Literatura, com mandato de 2019 a 2021. Clério esteve envolvido em lutas comunitárias desde 22/04/1979 quando foi um dos organizadores da Associação de Moradores do bairro onde reside, tendo sido o primeiro Vice-Presidente e, atuado posteriormente novamente como Vice-Presidente, Diretor de Jornalismo e Secretário Geral.
É Ministro da Palavra, da Comunidade Católica São Paulo, Paróquia São José Operário, desde dezembro de 2009 e pertence a Pastoral Familiar (preparação de noivos para o casamento junto com sua esposa Zenaide e Magnólia Pedrina Sylvestre) da referida Comunidade e Paróquia, desde 19 de março de 2005. É Senador da Cultura, representando o Espírito Santo perante o Congresso da Sociedade de Cultura Latina do Brasil, desde 11 de maio de 2004. No dia 27 de março de 2015, na Cidade de São Mateus recebeu da AMALETRAS, a Comenda da ordem “Cecília Meireles”. Clério é Comendador com título conferido pela Assembleia Legislativa, desde o dia 07 de julho de 2015, quando foi agraciado com a Comenda Mérito Legislativo Rubem Braga, tendo recebido o título de Comendador, por indicação da Deputada Estadual Luzia Toledo.
Na cidade de Itabira, Estado de Minas Gerais, recebeu os seguintes Troféus: 1 – Troféu Carlos Drummond de Andrade. Recebido no dia 05 de junho de 2010, como Personalidades do ano de 2010. 2 – Troféu Pedro Aleixo, como Personalidade Brasileira Notável do ano de 2012, no dia 10 de março de 2012. 3 – No dia 06 de abril de 2013, Clério José Borges recebe em Itabira o Troféu Personalidade Notável 2013. 4 – No dia 24 de outubro de 2015, na 50ª festa dos “Destaques do Ano”, Clério recebeu o Troféu Carlos Drummond de Andrade, Edição Especial ouro, 50 anos. 5 – No dia 22 de outubro de 2016, Clério José Borges foi homenageado com o Troféu Machado de Assis, como intelectual do ano de 2016. Recebeu ainda na mesma cidade de Itabira em anos diferentes, os Troféus Castro Alves, João Guimarães Rosa e Madre Tereza de Calcutá.

HONRARIAS, MEDALHAS E PRÊMIOS LITERÁRIOS
DO POETA TROVADOR ESCRITOR CLÉRIO JOSÉ BORGES
Premiações começam em 1973 com o título de Personalidade do Ano como Destaque no Setor de Promoções

PERSONALIDADE DE VILA VELHA – 1973 Clério José Borges é eleito PERSONALIDADE DE VILA VELHA DE 1973, no setor de Promoções. O Diploma de HONRA AO MÉRITO foi entregue em solenidade Especial, realizada no dia 1º DE FEVEREIRO DE 1973, na sede do Olímpico Esporte Clube e está assinado pelas seguintes pessoas: ANTÔNIO GUIMARÃES SILVA, SECRETÁRIO MUNICIPAL DE TURISMO; JAIR VIANA SANTOS, SOCIEDADE, JORNALISTA SOCIAL E MAURO RODRIGUES DA COSTA, IMPRENSA, REPRESENTANDO O JORNAL A GAZETA. NO TEXTO DO DIPLOMA CONSTA: “A imprensa e a Sociedade de Vila Vela, tem a honra de conferir o presente Diploma ao Sr. Clério José Borges de Sant’Anna, pelos valiosos serviços prestados à Comunidade durante o ano de 1973, no setor promoçoes.”

DIPLOMA CULTURAL 1990 Condecorado em Palanque em Praça Pública, no dia 23 de maio de 1990, dia do MUNÍCIPIO DE VILA VELHA, com o diploma cultural de HONRA AO MÉRITO. O Diploma é assinado pelo Prefeito Municipal, Dr. Jorge Anders e pelo Secretário Municipal de Cultura, Turismo e Esporte, Ivan Ramalho. No Diploma consta o seguinte: ‘‘A Prefeitura Municipal de Vila Velha, através de sua Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte, concede o Diploma de Honra ao Mérito ao Sr. Clério Borges de Sant’Anna por sua relevante contribuição na área cultural do nosso Município, Vila Velha – ES. 23 de Maio de 1990.

CAVALEIRO COMENDADOR da Ordem da Redenção da Casa Soberana Real e Imperial Balta – Theodosiana – Valentiniana, Real do Bósforo, pelo Decreto Real 264/81-A/1, assinado por sua Majestade Rei Pascal I, do Bósforo, DIPLOMA EM INGLÊS E JUNTO O CERTIFICADO DA MEDALHA DE MÉRITO DE ANATÓLIA CONCEDIDA PELO REI PASCAL I (PASCAL BANDEIRA MOREIRA.)

SEGUNDO LUGAR, com Prêmio em Dinheiro, no Concurso Literário sobre Humberto de Campos realizado em 1971, pela Academia de Letras ‘‘Humberto de Campos’’, de Vila Velha.

MAGNÍFICO TROVADOR – Diploma conferido em 18 de março de 1986, em Salvador Bahia, assinado por Rodolfo Coelho Cavalcante, da Ordem Brasileira dos Poetas da Literatura de Cordel.

Ex-Combatente Benemérito, da Associação dos Ex – Combatentes do Brasil, Secção de Vitória – ES. Título conferido na administração do Ex – Combatente e Poeta, Enéas de Almeida Ferraz.

Diploma AMIGO DO SAMBA, do Grêmio Recreativo Escola de Samba Independente de São Torquato, Tri-Campeã do Carnaval Capixaba, datado de 25 de Agosto de 1989, assinado pelo Presidente Ângelo Borgo Filho.

Diploma pela Prestimosa Colaboração e Engrandecimento da Associação Beneficiente e recreativa dos Subtenentes e Sargentos da Polícia Militar do Espírito Santo, datado de 18 de Fevereiro de 1977, na Administração do Sub-Tenente, Ondino Ramos de Abreu.

Diploma de Sócio Benemérito do Glória Futebol Clube. O Diploma é datado de 11 de março de 1972 e assinado pelo 1º Secretário, Jorge José de Moraes de Presidente Mário Evandro.

Membro Benemérito da Juventude Unida do Bairro Ataíde – JUBA, Diploma assinado por Maria Domingas Côvre e Péricles Alves Noronha, em 25 de março de 1973.

Diploma pelo ‘‘Alto Espírito de Cooperação em Prol do Desenvolvimento da Cultura Nacional’’, do Centro de Pesquisa Educacional de Vitória, em 1974.

Diploma de ‘‘Honra ao Mérito’’ do Boletim Informativo e Cultural ‘‘O Troveiro’’, de Vila Velha – ES. Diploma concedido em 04 de Outubro de 1986.

Associado de Honra da Associação Canela Verde de Cultura, de Vila Velha – ES, Diploma concedido em 6 de Julho de 1986, assinado pela Presidente e Escritora Valsema Rodrigues da Costa, de Vila Velha – Espírito Santo.

Diploma de Honra pela participação na 1ª Exposição de Literatura de Cordel do Estado do Ceará, realizada de 21 a 31 de agosto de 1987, com a obra ‘‘O Vampiro Lobisomem de Jacaraípe. Diploma datado de 31 de agosto de 1987, assinado pelo Secretário de Cultura, Turismo e Desporto do Ceará, José Maria Barros de Pinho.

Diploma de Participação Honrosa, com Trovas, no 1º consteste do PX Grupo Meninos do Rio, de Queimados, Nova Iguaçu, rio de Janeiro, 1985.

Menção Honrosa pela criação do Núcleo Cultural Português de Vitória – ES, Diploma datado de, 04/07/86, do Instituto Cultural Português de Porto Alegre – RS.

COMENDADOR DA CULTURA POPULAR – Diploma de 28/06/82, da Ordem Brasileira dos Poetas da Literatura de Cordel. SALVADOR – BAHIA.

DIPLOMA Gratidão dos Cordelistas da OPLC – Ordem Brasileira dos Poetas da Literatura de Cordel, Diploma datado de 20 de Julho de 1985, Salvador – Bahia

CAVALEIRO E COMENDADOR da Ordem dos Cantadores da OPLC, de Salvador – Bahia. Diploma datado de 12 de março de 1986.

COMENDADOR HONORÁRIO da Ordem Ka Huna do Poder Mental, de Taguatinga – Brasília. Diploma datado de 23/02/85, assinado pelo Grão Mestre Mário Linário Leal e ratificado e reconhecido por Sua Alteza o Príncipe PASCAL I, Bandeira Moreira ( da Magna Gothia e do Bósforo). O Diploma de Clério Borges está registrado na suprema Secretaria nº 0111, p. 10-V, em 23/02/85.

CERTIFICATE POR EXCELLENCE IN POETRY INTERNATIONAL – Departamento de Espanhol e Português da UNIVERSIDADE DO COLORADO, em Boulder, Colorado, Estados Unidos da América. Diploma assinado pela professora TEREZINHA PEREIRA, de 25/ maio/ 1983.

DIPLOMA DE MAGNÍFICO TROVADOR, ‘‘Propulsor Maior do Neotrovismo’’, conferido pelo Instituto Cultural Português, de PORTO ALEGRE – RIO GRANDE DO SUL, em 06/07/85, assinado por Santa Inéze Domingues da Rocha e Rocha Ramos.

MEDALHA DE BRONZE, Medalha e Diploma no VIII Concurso Nacional de Poesias da A Revista Brasília, em 25de maio de 1987, assinado pelo Jornalista Reis de Souza, Diretor da Revista Brasília, de BRASÍLIA – DISTRITO FEDERAL. Poesia de Clério Borges premidada: PODER.

Classificado em 5º Lugar, entre mais de 600 concorrentes no Concurso de Trovas realizado pelo UBT – União Brasileira de Trovadores, em 1972. Diploma de 23/05/72, data da Colonização do Solo Espírito-Santense e Dia de Vila Velha.

EMBAIXADOR do Gabinete Paraibano de Cultura, Diploma conferido em 06 de Julho de 1989, assinado pelo Presidente ricardo Bezerra.

Junto uma MEDALHA DE EMBAIXADOR do Gabinete Paraibano de Cultura, de JOÃO PESSOA – PARAÍBA.

DIPLOMA de Conferencista no Seminário de Literatura, realizado de 25 a 26 de Novembro de 1989, pela Associação dos Poetas e Escritores do Município de Timóteo – MG.

DIPLOMA de Conferencista e Participante do 1º Congresso Nacional da Trova e da Literatura, do Estado de São Paulo, nas Oficinas Culturais TRÊS RIOS SÃO PAULO, realizado de 18 a 20/08/89. Organização de Inês Catelli e Marília Martins, Escritoras de São Paulo.

CENTENÁRIO DE GRACILIANO RAMOS Organizou para o CONSELHO ESTADUAL DE CULTURA DO ESPÍRITO SANTO, o Concurso Literário de Redação e Trovas, no Centenário do Escritor Gracilliano Ramos, Diploma conferido pelo DEC – Departamento Estadual de Cultura do Espírito Santo, assinado pelo Diretor Geral, Cloves Geraldo do Espírito Santo, em Dezembro de 1992.

Diploma de membro de Comissão Julgadora do 1º Premio Nacional de Trovas, tema: Adelmar Tavares, sua vida, sua obra, seu centenário, datado de 10 de outubro de 1988, assinado por Pedro do Amaral Costa. editor do jornal cutural Mandacaru.

Fundou e preside o Clube dos Poetas Trovadores Capixabas, CTC, desde a sua fundação a 1º de Julho de 1980. Fundou no dia 1º de Julho de 1980, o Clube dos Trovadores Capixabas, CTC. Foi o idealizador, Fundador e o primeiro Presidente, em 28 de Agosto de 1993, da Academia de Letras e Artes da Serra, ES, ALEAS. Correspondente da Academia CACHOEIRENSE de Letras, (ES); da Academia PETROPOLITANA de Letras, da Cidade de Petrópolis,(RJ); da Academia Brasileira da Trova e da Academia de Letras, Ciências e Artes do Amazonas, ALCEAR e outras Academias e Associações Literárias do Brasil. Autor dos Livros: Trovas Capixabas; Trovadores dos Seminários da Trova; Trovadores Brasileiros da Atualidade; O Trovismo Capixaba; Alvor Poético; O Vampiro Lobisomem de Jacaraípe; História da Serra (3 Edições); Serra em Prosa e Versos/Poetas e Escritores da Serra; Origem Capixaba da Trova; Dicionário Regional de Gírias e Jargões. Organizador, desde 1981 dos Seminários Nacionais da Trova e dos Congressos Brasileiros de Poetas Trovadores. Detentor de Diversos Títulos, DIPLOMAS e homenagens, como por exemplo a MEDALHA CHICO PREGO, recebida em 30/03/2006. Teve atuação como Ator no Filme “QUEIMADO”, de João Carlos Christo Coutinho, sobre a Revolta dos Negros Escravos do Distrito do Queimado, na Serra, ES, ocorrida em 1849. Atuou como Ator no FILME “Trovadores do Neotrovismo na Amazônia”, da Cineasta Russa Valentina Ivanovna Kupnova. Produz Vídeos amadores para o You Tube onde já atingiu o número superior a Um Mil Vídeos. No dia 12 de Setembro de 2009 a convite de Júlio Cesar Batista Nogueira, conhecido como Júlio Autor, o Escritor Clério José Borges participou das filmagens do Vídeo Documentário, NOVA ALMEIDA EM UM OLHAR. No dia 05 de Junho de 2010, no Salão de Festas CENSI, em Itabira, Minas Gerais, Clério José Borges recebeu o título de DESTAQUE DO ANO e TROFÉU CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE, numa promoção do Jornalista e Colunista Social de Itabira, MG, Eustáquio Lúcio Felix. Como Trovador e Historiador realizou Palestras Culturais e representa no Espírito Santo o Movimento Poético, MPN e a Sociedade de Cultura Latina e a Casa do Poeta Brasileiro, Poebras. Clério sempre realiza Oficina de Criação Poética. Em 2002 foi convidado pela Prefeitura da Serra e ministrou uma Oficina Literária de Trovas. No dia 05/06/2010, na cidade de Itabira, MG foi agraciado com o Troféu Carlos Drummond de Andrade, como o Escritor do ano de 2010. No dia 10/03/2012, Clério recebe o Troféu Pedro Aleixo, em Itabira, MG, como Destaque Cultural de 2012. No dia 10 de março de 2012 recebe o “Troféu Personalidade Brasileira Notável do ano”, em solenidade realizada no palco do salão de festas da ATIVA, na cidade de Itabira, Minas Gerais.Em 2016 é agraciado, ainda em Itabira, MG, com o Troféu Machado de Assis, como Destaque Cultural do ano. No dia 27 de Março de 2015, em solenidade realizada nos Salões do tradicional Clube Ouro Negro no Centro da Cidade de São Mateus, Clério José Borges recebeu da AMALETRAS, a Comenda da ordem “Cecília Meireles”. No dia 31 de Janeiro de 2015, recebeu na cidade de Manaus, no Estado do Amazonas o Troféu Especial, TROFÉU GRANDES NOMES DA CULTURA CONTEMPORÂNEA 2015. Participou como ator no filme “Queimado”, de João Carlos Christo Coutinho. O filme aborda a Revolta dos Negros Escravos do Distrito de Queimado em 1849. Participou de outros filmes documentários. É sempre solicitado a proferir depoimentos em vídeos sobre história e Trovas para estudantes da Rede Estadual e Pública. Comenda Mérito Legislativo Rubem Braga. No dia 07 de Julho de 2015, de acordo com a Resolução n.º 4.026, Clério José Borges foi agraciado com a Comenda Rubem Braga, tendo recebido Medalha e o título de Comendador das mãos da Deputada Estadual Luzia Toledo, no Plenário Dirceu Cardoso, da Assembléia Legislativa Estadual, em Vitória, ES. Clério José Borges pertence ainda ao Movimento Poético Nacional, MPN, com sede no Estado de São Paulo; Sociedade de Cultura Latina do Brasil, com sede em Mogi das Cruzes, SP; Casa do Poeta Brasileiro, Poebras, de Porto Alegre, RS; Academia PETROPOLITANA de Letras, da Cidade de Petrópolis, (RJ); Academia Brasileira da Trova, com sede no Rio de Janeiro e Academia de Letras, Ciências e Artes do Amazonas, ALCEAR, bem como inúmeras outras entidades, Associações e Academias no Brasil e no Exterior. Clério José Borges, como Presidente do Clube dos Trovadores Capixabas organiza anualmente Seminários e Congressos Brasileiros de Poetas Trovadores desde 1981. Promoveu e ajudou na organização de Congressos de Poetas Trovadores na Ilha de Paquetá e, em Magé, no Rio de Janeiro, em São Paulo Capital, na Sociedade Unificadas Augusto Motta, em Bonsucesso no Rio de Janeiro, em Porto Velho Rondônia com Kléon Maryan e, em Salvador, no Estado da Bahia.

Clério José Borges
Clério José Borges

Deixe um comentário