1967 – JÚRI SIMULADO = ACONTECIMENTO CULTURAL DA UBT VITÓRIA ES

Cidades Eventos Poesia Trovadores

JÚRI SIMULADO = ACONTECIMENTO CULTURAL REALIZADO EM 1967 E 1968, EM VILA VELHA E EM CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM. PROMOÇÃO DA UBT DE VITÓRIA E VILA VELHA. CLÉRIO JOSÉ BORGES COMO PROMOTOR DE ACUSAÇÃO. – CLÉRIO BORGES COMO PROMOTOR DE ACUSAÇÃO NO JÚRI SIMULADO EM VILA VELHA E CACHJOEIRO

PROMOÇÃO DA UBT DE VITÓRIA E VILA VELHA. CLÉRIO JOSÉ BORGES COMO PROMOTOR DE ACUSAÇÃO.

O Júri foi realizado na Sala de Sessões “Getúlio Vargas”, da Câmara Municipal de Vila Velha, cedida gentilmente pelo seu então Presidente, Vereador Henrique Rímolo. O tema era a existência ou não de Plágio, na semelhança entre uma Trova de Alberto Isaías Ramires, publicada no livro “Cantigas do Coração”, de 1964: Ao clarão da lua cheia, / numa noite de calor, / vi as ondas sobre a areia, / compondo versos de amor.

E a Trova do Trovador iniciante Antônio Otacílio Peterle, publicada na seção Trovas, de José Augusto de Carvalho, no Caderno Literário, de “A Gazeta”, no dia 8 de abril de 1967: Sob a bela lua cheia, / eu a beijei com calor. /   E vi as ondas na areia, / fazendo versos de amor.

A promoção foi cuidada de formalidades. Foi feito Convite Especial para as autoridades. O Banco dos Réus foi organizado com políticos, professores e pessoas de destaque na vida Social de Vila Velha: Moacir Carvalho; Henrique Rímolo; Aílton de Almeida; Audifax de Almeida Cavalcanti, Wilson Calmon Alves; Rubens Martinelli e Jorge Góes Coutinho, que no final de 2006, na ausência do Governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, assumiu o Governo do Estado por um determinado período, por ser Presidente do egrégio Tribunal de Justiça. Como Juiz, do referido Júri Simulado, os organizadores convidaram o advogado militante, Dr. Antônio Carlos Barcellos.

Os debates foram empolgados. Na acusação Geraldo Nascimento e Clério José Borges. Na defesa Zedânove Tavares e Gerson Fernandes da Silveira Novaes. Os ânimos chegaram a ficar exaltados pois cada qual procurava defender a sua tese de forma empolgante. Ao final, o resultado: Sete a Zero para a Defesa. A Acusação sob protesto continuava chamando de Plagiador, o poeta Antônio Otacílio Peterle, que para colaborar com a promoção sentara-se na cadeira destinada ao réu, como ocorre num Júri de verdade.

O sucesso do Júri foi tanto que a 29 de junho de 1968, a UBT foi convidada a reprisá-lo em Cachoeiro de Itapemirim, no Auditório da Casa do Estudante, no dia de aniversário daquela importante cidade do Sul do Estado. O convite foi feito pelo então Presidente da Academia Cachoeirense de Letras, Poeta Solimar de Oliveira. A notícia foi divulgada no Jornal “A Tribuna”, de 20 de junho de 1968, que informava que na acusação estariam Geraldo Nascimento e Clério José Borges. Na Defesa, Zedânove Tavares e Maria Alneci Cerutti. O resultado final foi de quatro a três, favorável a Defesa. O Júri propiciava a discussão do tema: “Plágio ou Semelhança de Ideias? ” A acusação defendia a tese do Plágio. Já a defesa considerava que não ocorrera Plágio e sim “semelhança de ideias. ” 

A UBT, por força de seu Estatuto, promovia eleições de dois em dois anos. Uma nova Diretoria foi formada e eleita. A Diretoria eleita tomou posse no sábado, dia 29 de março de 1969, em solenidade na sede da Academia de Letras “Humberto de Campos”, na rua 23 de maio, nº 87 – Prainha – Vila Velha. Geraldo conseguiu divulgar a entidade em Vitória e Vila Velha e por serem os membros da Diretoria, em sua maioria, residentes em Vila Velha, a entidade realizava suas reuniões em Vila Velha, passando a denominar-se Seção de Vitória e Vila Velha da UBT.

No biênio 1971 – 1972, Clério José Borges de Sant’Anna é eleito Presidente da UBT. Como Vice fica Geraldo Nascimento. Um dos primeiros atos foi comunicar a Direção Nacional da UBT a necessidade de optarmos por uma única denominação. A ideia e logo acolhida e fica então definido que a entidade passaria a chamar-se tão somente de Seção de Vila Velha da União Brasileira de Trovadores. Vitória ficava sem nenhuma seção.

Clério acabou popularizando a entidade. Promoveu palestras nas Escolas, Cursos Informativos, sem fins lucrativos, para estudantes e reuniões mensais da UBT, na sede da Academia de Letras “Humberto de Campos”, cedida como sede provisória da UBT de Vila Velha pelo então Presidente daquela entidade, Saturnino Rangel Mauro, cujo filho era Prefeito de Vila Velha e posteriormente seria eleito Governador do Estado do Espírito Santo.

A terceira Diretoria da UBT tomou posse a 22 de abril de 1971 e em maio lançava uma candidata, Maria Amália Gozze, ao Concurso Miss Espírito Santo, de 1971. Os Concursos de Beleza de jovens garotas, denominadas Misses estavam em evidência na época e as disputas eram acirradas, com mais de três dezenas de candidatas. A UBT ganhou divulgação na imprensa e nos Ginásios onde a candidatava se apresentava. Os Ginásios estavam sempre lotados com centenas de pessoas. No dia 15 de julho de 1971, a UBT Capixaba realizava no Colégio dos Irmãos Maristas de Vila Velha, uma palestra com o título, “A Trova e o atual Movimento Trovadoresco no Brasil”.  O palestrante foi o sr. J. Silva, que residia no Rio de Janeiro.

Em 1972, com o apoio da Secretaria de Turismo da Prefeitura Municipal de Vila Velha, (Prefeito Max Freitas Mauro e Secretário Antônio Guimarães) é realizado a nível nacional o Primeiro Concurso de Trovas da UBT Vitória, com o tema Pelé. Foram recebidas mais de 500 Trovas, classificando-se em 1º Lugar a Trova do Trovador de Taubaté, São Paulo, Cesídio Ambrogi: Que o Brasil todo enalteça, / tanto a Ruy, como a Pelé. / Se um o honrou pela cabeça, / o outro o honrou usando o pé.

No mês de maio de 1972 é realizado em Vila Velha um Curso Informativo de Jornalismo e Comunicação. São apresentadas palestras de Jornalistas e radialistas de Vitória no Auditório do Colégio dos Irmãos Maristas, em Vila Velha, em promoção da UBT, com mais de 300 participantes. Outros Cursos são então realizados, com êxito nas Comunidades de Vila Velha e do Estado. Em abril de 1973 é eleita uma nova Diretoria da UBT, com o poeta Edson Faiolli como Presidente. Edson, por circunstâncias várias, torna a entidade inativa, deixando a mesma de existir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *